Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 18 de novembro de 2011

Estar preso por algum delito cometido não tira alguns direitos do prisioneiro, como por exemplo expressar a sua fé religiosa, diante disto na semana passada o Ministério da Justiça editou uma resolução a fim de estabelecer leis para a ‘assistência religiosa” nas prisões do país.

O documento que rege , garante que todo detento tem direito à liberdade de expressão, de crença, de religião e estabelece ainda que a administração da penitenciária terá que oferecer teinamentos aos funcionários sobre as“necessidades específicas relacionadas às religiões”.

Destaca a resolução:

*É garantido ao preso mudar de religião, consciência ou filosofia, a qualquer tempo, sem prejuízo da sua situação prisional.

*É garantido o sigilo do atendimento religioso pessoal.*É assegurado o ingresso de representantes religiosos em todos os espaços de permanência de presos no estabelecimento prisional.

*É assegurado a atuação de diferentes confissões religiosas em igualdade de condições.

A resolução ainda afirma que o sistema prisional deve respeitar as necessidades dos presos, incluindo rituais, objetos, datas sagradas e comemorativas, períodos de oração, higiene e alimentação. Escolas penitenciárias terão um ano para adaptar a matriz curricular aos parâmetros da resolução. Ainda respeitando as especificações religiosas, os administradores prisionais terão de adaptar a rotina do cárcere a “aspectos alimentares, de higiene, de horários, de cortes de cabelo, de barba”.

Post inforgospel.com.br – Fonte: Veja.com – via: verdadegospel
Anúncios

Read Full Post »

Ex-missionário lança livro contando bastidores do ministério do Pastor Mike Murdock e o acusa de vícios e prostituição

O Pastor e apresentador de TV, Mike Murdock, parceiro do Pastor Silas Malafaia, ficou conhecido por escrever diversos livros e pregar mensagens enfatizando a sabedoria.

Agora, um ex-missionário e amigo da família de Murdock escreveu um livro sobre o Pastor, e faz diversas acusações. O livro intitulado “Thieves: A dirty TV pastor and the man who robbed him” (em tradução livre para o português: “Ladrões: um pastor da TV desonesto e o homem que o roubou”) traz diversas e detalhadas acusações contra Mike Murdock e ainda relata a obsessão do Pastor por riqueza e mulheres.

O autor do livro, Brian “Trey” Smith foi amigo pessoal de Jason Murdock, filho do Pastor. Trey estudava no Seminário Cristo para as Nações, e tornou-se íntimo da família, frequentando a casa e divertindo-se com Jason. Ele afirma que conheceu uma sala secreta na mansão da família, que mais parecia um grande cofre, onde o Pastor mantinha bebidas, relógios e moedas de coleção e revistas pornográficas.

A motivação para que o autor publicasse o livro, segundo o “D Magazine”, foi a revolta em ver os bastidores da casa de Murdock e sua pregação na TV, totalmente contrária. Em um trecho do livro, Trey expõe seu repúdio: “Odiava as mentiras, o engano, a ganância, os acordos de bastidores, os segredos, o sexo e toda a dor que ele causava aos cristãos falando sobre a necessidade de eles terem fé no “deus dólar”. Para mim, dentre os televangelistas, Mike Murdock era o pior. Enquanto o mundo estava assistindo-o pregar de terno, gravata e Bíblia aberta em suas telas de televisão, eu conhecia os lugares que ele nunca mostraria perante as câmeras”.

Brian “Trey” Smith afirma que não foi fácil viver amordaçado sem poder revelar o que conhecia sobre o Pastor Murdock. “É um fardo viver em uma bolha cristã, sem nunca poder falar sobre o paraíso escondido do pregador, com prostitutas siliconadas, brinquedos sexuais, pornografia pesada, e tudo que o dinheiro podia comprar”, conta o escritor, ressaltando que o ódio que nutria pelo Pastor o fez roubá-lo: “Naquela época, eu entrava no closet do pai do meu melhor amigo como o cara que descobriu a tumba do faraó. Havia caixas e caixas de anéis, braceletes e colares de ouro, moedas raras e uma desorganizada coleção de selos muito valiosos… Mas nada se comparava ao que imaginávamos haver dentro do grande cofre, que ficava no meio do quarto. Nunca conseguimos abri-lo, mas passei a deseja-lo. Sonhava com isso, fantasiava como seria… Não queria apenas roubar o seu dinheiro… Mais do que isso, eu tinha realmente aprendido a odiar aquele homem e tudo que ele representa”.

Para Trey, o desvio das doações dos fiéis era algo inaceitável. Em 1999 ele planejou um assalto à casa de Mike Murdock, entrou no cofre, roubou o que pode e fugiu para o México. Após o fim da investigação, voltou para os Estados Unidos, mas foi encontrado por investigadores particulares que o Pastor contratou, e entregue à Polícia.

Trey cumpriu dez anos de condenação, e aproveitou o tempo na cadeia para escrever seu livro. “Eu sentia que todos seus mantenedores tinham sido injustiçados. Iria apenas consertar as coisas. Eu sabia que praticamente nada daquele dinheiro era destinado para o que Murdock chamava de ‘instituições de caridade’. Por todas estas razões, eu não me sentia nem um pouco mal por tomar até o último centavo que ele tinha. Eu não era herói. Eu tinha me tornado um canalha sujo e podre como todos eles”.

Agora, o escritor afirma que se reconciliou com Deus e está livre das drogas, e pretende divulgar de todas as maneiras possíveis tudo o que sabe sobre o Pastor Mike Murdock. O livro foi lançado sem ajuda de uma editora e está disponível também no formato e-book.

O Gospel+ entrou em contato com a assessoria de imprensa do Pastor Silas Malafaia para saber se iriam se pronunciar sobre a publicação desse livro, porém até o fechamento da matéria, não houve resposta aos nossos contatos.

Fonte: Gospel+

Read Full Post »

Boletim 144

Boletim n.º144
Quinta-feira, 17 de novembro de 2011
Livro


Devocionário
Gotas de Sabedoria para a Alma

R$ 10,00
[adquira já]

Agenda
Novembro

Dia 18/11 – 20h Igreja Assembléia de Deus de Limeira, SP
Dia 19/11 – 8h – Hospital Militar Vitória e 20h cerimônia de casamento na Primeira IPB de Vitória
Dia 20/11 – Manhã e noite na Primeira IPB de Vitória
Dia 21/11 – 20h, IPB de Pinheiros, SP
Dia 22/11 – 20h, Igreja Batista Morro Grande, São Paulo, SP
Dia 23/11 – Primeira IPB de Vitória, 19.30h
Dias 24 e 25/11 – Congresso pastores e líderes em Fortaleza, CE
Dia 27/11 – Manhã e noite Primeira IPB de Vitória, ES
Dia 28/11 – 20h IPB de PInheiros, SP
Dia 29/11 – 20h IPB Filadélfia, Sorocaba, SP
Dia 30/11 – noite, Primeira IPB de Vitória, ES.

Vídeo
Nós somos a morada de Deus
Texto base: Êxodo 25.8
Clique aqui para assistir
Áudio
A doutrina da reconciliação
Texto base: 2 Coríntios 5.18-21 e 6.1-2
Clique aqui para ouvir
Pastoral
O oratório da Criação e da Redenção

O livro de Apocalipse é a revelação do plano vitorioso de Deus na história. Os acontecimentos futuros não estão nas mãos do destino, mas nas mãos daquele que está assentado no trono e governa o universo. A igreja, mesmo sendo alvo das mais insolentes perseguições triunfará e seus inimigos serão derrotados. Antes de tratar da abertura dos sete selos, que representam a perseguição do mundo contra a igreja, João nos apresenta Deus no trono e o Cordeiro com o livro da história em suas mãos. Nos capítulos 4 e 5 de Apocalipse temos o oratório da Criação e o oratório da Redenção. Oratório é uma música acompanhada de solistas, coral e orquestra. Esses dois oratórios têm sete peças musicais: Vejamo-las:

1. A música dos seres celestiais (Ap 4.8,9). Os quatro seres viventes são uma representação dos seres celestiais. Três verdades são proclamadas nessa música acerca do Deus Criador: sua santidade, sua onipotência e sua eternidade. Nessa música o Deus que vive pelos séculos dos séculos recebeu glória, honra e ações de graças.

2. A música da igreja (Ap 4.10,11). Os vinte e quatro anciãos são um símbolo da igreja glorificada. A igreja se prostra para adorar aquele que é eterno e deposita a seus pés suas coroas, proclamando sua dignidade de receber a glória, a honra, e o poder por ter criado todas as coisas, conforme sua vontade soberana.

3. O solo de um anjo forte (Ap 5.1-4). A terceira música do oratório faz uma transição do Deus da Criação para o Deus da Redenção. Havia na mão direita daquele que estava assentado no trono um livro escrito por dentro e por fora, de todo selado com sete selos. A grande pergunta do anjo ecoou: “Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos?”. Esse alguém digno é procurado no céu, na terra e debaixo da terra, entre anjos, homens e demônios. Ninguém, porém, foi encontrado digno. Por isso, João desatou a chorar. Parecia que a história estava à deriva, sem alguém digno para governá-la.

4. O responso do solo (Ap 5.5). O soluço de João foi interrompido por uma ordem vinda de um dos vinte e quatro anciãos: “Não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, vence para abrir o livro e os seus sete selos”. O digno procurado agora é o digno encontrado. O Messias é o Leão da Tribo de Judá e a Raiz de Davi. Ele venceu o pecado, o diabo e a morte e conquistou o direito de abrir o livro e desatar seus selos. A história não está desgovernada, mas nas mãos do Redentor.

5. A exaltação do Cordeiro pelos seres celestiais e pela igreja (Ap 5.6-10). Quando João se volta para ver o Leão, contempla um Cordeiro como tendo sido morto. Mas esse Cordeiro que foi imolado é onipotente e onisciente. O Cordeiro tomou o livro da mão daquele que estava assentado no trono e ao tomá-lo, os seres celestiais e a igreja prostraram-se diante dele com taças de incenso nas mãos, que são as orações dos santos e entoaram novo cântico dizendo: “Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes e reinarão sobre a terra”. Anjos e homens exaltam a Jesus, o Cordeiro, por sua morte expiatória e seus gloriosos resultados. O Cordeiro não morreu apenas para possibilitar nossa redenção; ele comprou-nos com seu sangue e nos fez sacerdotes e reis.

6. A exaltação do Cordeiro por milhões de seres celestiais e pela igreja glorificada (Ap 5.11,12). Um grande coral composto de milhões e milhões de anjos, querubins e serafins bem como de uma multidão colossal de remidos, no palco do universo, exaltam o Cordeiro de Deus por sua morte na cruz e tributam a ele o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor.

7. A exaltação cósmica do Deus Criador e Redentor (Ap 5.13,14). A música chega a seu final apoteótico. Toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: “Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos”. Quando essa música arrebatadora terminou, os seres celestiais deram um retumbante Amém e a igreja prostrou-se em adoração.

Rev. Hernandes Dias Lopes
Copyright ©2011 Hernandes Dias Lopes. Todos os direitos reservados.

Read Full Post »

Movimento Gota D’água

Read Full Post »

JMM News

Radical Latino-Americano cumpre a sua missão 

Os 28 integrantes da sexta turma do Projeto Radical Latino-Americano, da Junta de Missões Mundiais, voltaram aos seus respectivos países na última sexta-feira (11), após anunciarem o Evangelho em oito nações das Américas do Sul e Central, inclusive durante os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México. Parte da equipe participou do culto semanal na sede da JMM, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (16).

LEIA TAMBÉM

» Mudança de campo: missionários seguem para as Filipinas
» Vidas transformadas no Deserto do Atacama
Blog Mundo e Missões
PIM - Intercessa

PAM - Adote

Missões Mundiais Campanha 2011
Senegal 
Ore pela missionária Andréa Chrysóstomo, que deseja implantar uma escola maternal em Dacar. Peça a Deus para que as portas se abram, e ela consiga o local, as pessoas para a equipe e toda a documentação necessária. 

Sudeste da Ásia 
Ore pelo casal Igor e Letícia e sua filhinha Hannah Ester, recém-chegados ao país. Ore para que o Senhor os fortaleça diante de toda batalha espiritual, pela sua adaptação cultural, aprendizado do idioma local e direção no trabalho que realizarão naquela região tão carente de Cristo. 

Chile 
Louve a Deus pela vitória alcançada pelos missionários Aleksei e Ana Paula Faria e seus três filhos, que finalmente conseguiram alugar uma casa, presente de Deus. Interceda para que tenham clareza do trabalho a ser desenvolvido por eles no país e sejam guardados do mal. 

» Pedidos deste mês

Produzido por Arte Múltipla
Junta de Missões Mundiais da CBB

Read Full Post »

Empresa divulga imagens do Papa Bento XVI beijando líder egípcio e causa revolta entre católicos

Uma campanha publicitária de uma marca de roupas italianas provocou grande polêmica entre católicos e líderes políticos. A campanha mostra o Papa Bento XVI beijando o imã do Cairo, Ahmed Al Tayyeb, líder religioso do Egito em fotomontagens.

Após a divulgação das imagens, o vice-presidente da Benetton, empresa responsável pela campanha, Alessandro Benetton, afirmou que “Trata-se de imagens simbólicas – com um toque de esperança irônico e de provocação construtiva – para promover uma reflexão sobre a maneira pela qual a política, a religião, as ideias, mesmo se opostas e diversas, podem levar ao diálogo e à mediação”.

Segundo o G1, a repercussão, porém, não foi das melhores entre os fiéis católicos e a liderança do Vaticano, que repudiou a imagem. “Trata-se de uma grave falta de respeito com o Papa, uma ofensa aos sentimentos dos fiéis, uma demonstração evidente de como uma publicidade pode violar as regras elementares do respeito às pessoas para atrair a atenção mediante uma provocação”, afirma a nota divulgada pelo porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

A campanha intitulada “UnHate” (não odeie) mostrou outras imagens de personalidades influentes no mundo, como o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama beijando o Hugo Chávez, Presidente da Venezuela.

Em resposta ao repúdio da Igreja Católica, a empresa anunciou a retirada de veiculação das imagens que envolviam o Papa Bento XVI. “Lembramos que o sentido desta campanha é exclusivamente combater a cultura do ódio sob todas as formas”, destacava a nota oficial, que expressou um pedido de desculpas aos católicos e lamentou ter “ofendido os sentimentos dos fiéis”.

Fonte: Gospel+

Read Full Post »