Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \30\UTC 2010

Líderes evangélicos, fiéis e denominações se unem contra Dilma  Rousseff

A pressão de várias denominações evangélicas para enfraquecer a candidatura da presidenciável Dilma Rousseff (PT) continua forte nesta reta final – bem maior que a de grupos cristãos que a defendem. A orientação dada ontem por alguns pastores de Pernambuco é de que os fieis possam assistir, nas igrejas ou no youtube.com.br, a pregação do pastor Paschoal Piragine, de Curitiba, na qual ele orienta os protestantes a não votarem em candidatos do PT, tanto para presidente, como para o Senado e Câmara Federal. Toda mobilização tem como pano de fundo duas ações que, segundo Piragine, são encabeçadas pelos petistas em Brasília: a descriminalização do aborto e a crimininalização da homofobia. O vídeo de Pirangine mostra, por exemplo, cenas nas quais um feto fica com o coração acelerado ao ser retirado do útero da mãe.
Pastor da Igreja Mundial de Jesus Cristo, Jonas Pereira afirmou, ontem, que os evangélicos precisam se mobilizar mais do que nunca ao longo desta semana. Ele disse integrar um conselho que coordena politicamente 300 pastores que precisam orientar os cristãos. “Sei que não fechamos questão sobre o assunto, porque uma igreja evangélica não pode falar pela outra, mas nós temos que nos juntar em defesa da vida (contra o aborto). E temos que votar em parlamentares que são contrários a esse tema. Não acho que seja errado pedir votos para aquilo que acreditamos. Se o pastor tem que ser ‘apolítico’, o presidente da República, que tem a máquina nas mãos, também deveria ficar neutro nas eleições”, afirmou.
Jonas esteve no Diario acompanhado do pastor Airton Pena Forte, da Igreja Batista Viva de Jardim Atlântico. Os dois frisaram que não há nenhum adversário da oposição por trás desse movimento, mas admitiram fazer campanha para um deputado estadual do PSL, partido que integra a aliança de Eduardo Campos (PSB). “Veja bem, por um decreto, o presidente Lula decidiu apoiar as pessoas que querem mudar de sexo. Mas as mulheres que querem reduzir a mama por questões de saúde têm a maior dificuldade de conseguir isso pelo SUS”, alfinetou.
Segundo Pena Forte, que também integra essa coordenação política de 300 pastores no estado, não foi suficiente Dilma Rousseff negar, por meio de nota publicada no site do PT, que se elegeria no primeiro mesmo que Cristo não quisesse. “Não fazemos parte do grupo que está repassando e-mails com esse conteúdo. Mas os evangélicos representam cerca de 30% da população brasileira e precisam de uma resposta clara da candidata. A frase atribuída a ela foi negada no site do PT, mas só quem é petista entra nesse site. Ela deveria falar isso publicamente, porque não sabemos se é verdade ou mentira”, declarou.
Protagonista da polêmica que começou desde a quinta-feira passada e foi divulgada pelo Diario com exclusividade na sexta-feira, o presidente do Conselho de Pastores de Jaboatão dos Guararapes, Pedro Rodrigues dos Santos disse que os efeitos da carreata realizada no sábado passada pró-Família e contra o PT estão sendo sentidos. “Mais de 500 igrejas falaram no assunto no domingo. O nosso manifesto (contra o PT) virou moeda rara. Ele foi proibido de circular pelo Tribunal Regional Eleitoral, mas as pessoas estão fazendo xerox e passando e-mails. E não podemos impedir isso. Não estamos mentindo. Publicamos aquilo que acreditamos”, observou.

Fonte: Diário de Pernambuco / Gospel+

Read Full Post »

Pastor Silas Malafaia espalha 600 outdoors e causa polêmica: “Deus  fez macho e fêmea”

“Em favor da família e preservação da espécie humana. Deus fez macho e fêmea.” A mensagem do pastor Silas Malafaia pode ser vista a partir desta segunda-feira, 27 de setembro, pelas ruas do Rio de Janeiro. São 600 outdoors espalhados pela cidade e custeados pela Associação Vitória em Cristo. O objetivo seria de defender os princípios cristãos e valorizar a família.

Segundo o site da Associação Vitória em Cristo, existem movimentos na sociedade e leis tramitando no Congresso Nacional e nas Assembleias Legislativas que teriam o intuito de violentar os princípios cristãos. “Precisamos despertar para a gravidade dessa questão. Somente com Cristo é possível preservar os valores estabelecidos na Bíblia para a família. O povo de Deus tem papel fundamental na propagação dessa verdade. Não podemos olhar um quadro desafiador como esse e ficar de braços cruzados“, adverte o pastor.

Fonte: Vitória em Cristo / Gospel+
Via: Gospel Prime

Read Full Post »

Read Full Post »

Por Renato Vargens
Poucas palavras em nossa língua são tão complexas quanto as expressões espiritualidade e pobreza. Na verdade, elas vêm ao longo dos anos sendo utilizadas pelo povo em geral de modo simplista, o que infelizmente contribui com a perpetuação de idéias e conceitos absolutamente opostos aos seus reais significados.

Embora alguns definam espiritualidade simplesmente como o equivalente a uma teologia mística e ascética, ela por si só, possui um significado muito mais amplo. Na verdade, espiritualidade pode ser definida como uma relação pessoal que o homem desenvolve com Deus, reverberando, por conseguinte em relações comunitárias. Já pobreza resume-se não somente a carência de bens econômicos, na verdade, pobreza significa muito mais do que isso. Ser pobre sintetiza a ausência de bens, de valores e referenciais que ajudam os cidadãos a construírem uma vida marcada pela dignidade.

A Bíblia
é extremamente enfática quanto à necessidade de se fazer justiça ao pobre. Tanto no Antigo como no Novo Testamento a pobreza é destacada como ligada à opressão. Portanto, a pobreza é para a Bíblia um estado escandaloso atentatória da dignidade humana e, por conseguinte, contrária à vontade de Deus.

Não sou adepto da teologia da prosperidade, nem tampouco creio na confissão positiva, no entanto, acredito piamente que alguém que vive uma espiritualidade saudável não pode em momento algum se contentar com a situação de pobreza e miséria desta nação. Uma igreja saudável é aquela que desenvolve em seus rincões uma espiritualidade centrada em Deus e voltada para as dores do homem.

Quando vivemos
para Deus, naturalmente desenvolvemos uma espiritualidade abnegada, missiológica e altruísta. E é em nome desta espiritualidade, que necessitamos comprometermo-nos com a ética e com a Justiça, cuidar (sem assistencialismos) dos que gemem, além obviamente de aliviar a dor daqueles que estão oprimidos.

Viver para Deus
tira-nos de nós mesmos, faz com que enxerguemos a vida pra além dos nossos umbigos. Viver para Deus, nos proporciona a certeza de que somos sal desta terra e luz deste mundo, o que implica de imediato em compromisso social com os que gemem e choram.

Não dá pra
vivermos uma espiritualidade assecla, fria, interesseira. É importante que saibamos que quando gostamos de Deus, gostamos de quem Deus gosta.

Ah! Não se esqueça:


Deus gosta de
gente! Deus gosta de Justiça social, de ética, de compromisso com a verdade, de pão, de moradia pro pobre, de educação, de vida plena e digna.

Nesta perspectiva, espiritualidade não anda de braços dados com a pobreza.

Soli Deo Gloria!

***
Postou Renato Vargens, no Púlpito Cristão

Read Full Post »

Igreja vende Santa Ceia e óleo ungido por correio
Por Márcia Gizella
Seus problemas acabaram!

Se você está enfermo (a), se está com problemas financeiros, perdeu seu “varão” ou sua “varoa” ou quer apenas voar, eis a solução: Kit Comunhão! Com apenas 300 reais você adquire o Kit poderoso com óleo ungido e consagrado por super pastores, curso teológico com diploma de doutor impresso no fundo do quintal, e aí ninguém mais te segura, irmão!

E tem mais, se você é um “sem-igreja” e não está tomando a santa ceia, seja membro da nossa igreja e receberá com o Kit Comunhão, com os elementos da santa ceia pelo correio!

***
Márcia Gizella está indecisa e nao sabe se compra o Kit Comunhao ou a bíblia do Malafaia. #duvida_cruel!

Read Full Post »

Após mudar de voto, Silas Malafaia é amplamente criticado e afirma  não se preocupar com a opinião da maioria

Após anunciar que repentinamente mudou seu voto da candidata evangélica Marina Silva para o candidato José Serra, o Pastor Silas Malafaia foi amplamente criticado pela grande maioria dos brasileiros que utilizaram a internet para questionar duramente a atitude do líder da Igreja Assembléia de Deus Vitória em Cristo.

Nesta terça-feira Silas Malafaia foi o principal assunto na internet onde cristãos e não cristãos concordaram e reprovaram as atitudes do Pastor não só nestas eleições, mas em um passado recente de supostas polêmicas e controvérsias. Silas Malafaia foi o assunto mais falado no twitter durante todo o dia, ficando em primeiro lugar por um longo momento no Trending Topics, mecanismo que exibe os assuntos mais falados no momento. Além de permanecer na primeira página da Folha de São Paulo e outros veículos durante toda a terça-feira.Entre mensagens leves, acusações, criticas pesadas e até ofensas, os internautas lembraram que diferente do que o Pastor Silas afirmou para mudar seu voto, Marina Silva sempre deixou claro ser contra o aborto, o casamento homossexual e a legalização da maconha, o que tornou a candidata e o pastor motivos de piada para os apoiadores de Dilma e Serra. Após a enxurrada de críticas, Silas Malafaia também usou a internet para tentar se explicar e afirmou que mudou de voto “não por interesses mesquinhos e pessoais “, mas por “adquirir inteligência”.

Silas aproveitou para rebater os internautas e explicar sua posição se auto afirmando como um verdadeiro líder de atitude: “Líder é aquele que toma decisões baseadas em princípios e não se preocupa com a opinião da maioria”, o que gerou uma nova revolta entre um grupo de internautas que classificaram a afirmação do pastor como a de uma ditadura e o compararam com outros líderes como Hittler e Ahmadinejad, um usuário ainda afirmou: “Sr. Pastor Malafaia, não adianta chamar a Marina de Pilatos se você age como um Nero gospel”.

Renomados líderes também comentaram a atitude de Silas Malafaia, o Pastor Ariovaldo Ramos ironizou: “Silas Malafaia tem autoridade de chamar Marina de dissimulada, quem vende a fé por R$900 na TV entende de dissimulação”, já o Pastor e escritor Ricardo Gondim se mostrou desconfiado: “Nada mais eficaz para encobrir motivações torpes que um discurso moralista, nada melhor para fazer valer um discurso moralista que o grito” e depois brincou: “Uma oração: Deus, me ajude a nunca ir para o Trending Topics pelos mesmos motivos que o Silas Malafaia, please”.

Em nota a equipe de Marina Silva se mostrou surpresa com a atitude e as afirmações de Silas Malafaia: “Por se tratar de um líder religioso bem informado, causou estranhamento a revisão de seu apoio três dias depois, com objeções a posicionamentos defendidos exaustivamente por Marina desde o lançamento da candidatura.”

Fonte: Gospel+

Read Full Post »

Barack Obama afirma: “Jesus Cristo morrer por meus pecados fala  sobre a humildade que todos nós precisamos ter”

O presidente Barack Obama falou abertamente sobre sua na tarde desta terça-feira, descrevendo-se como um “cristão por opção”, reiterando também sua crença na importância da tolerância religiosa.

Obama, que muitos americanos acreditam ser muçulmano, segundo pesquisas, foi questionado por um dos participantes de um evento em Albuquerque, Novo México, por que se considerava cristão.

“Porque os preceitos de Jesus Cristo falam comigo sobre o tipo de vida que eu gostaria de ter – cuidando de meus irmãos e irmãs, tratar os outros como eles devem me tratar”, respondeu o presidente.

“Acho que também por entender que, sabe, Jesus Cristo morrer por meus pecados fala sobre a humildade que todos nós precisamos ter como seres humanos. Somos pecadores, falhamos e cometemos erros, e que nós … alcançamos a salvação pela graça de Deus “.

Obama raramente fala sobre sua fé, apesar de muitos norte-americanos usar convicções religiosas como um dos critérios na escolha de quem votar para cargos políticos.

Obama disse que a religião ganhou um significado maior para ele depois de adulto. “Minha mãe era uma das pessoas mais espirituais que eu conheci, mas ela não me criou na igreja. Então, só vim aceitar a minha fé cristã na vida adulta”, disse ele.

O presidente, que manifestou um forte apoio ao direito dos muçulmanos construirem um centro comunitário em Nova York, próximo ao local dos ataques de 11 de setembro de 2001, afirma que tentou expressar suas crenças religiosas através de seu trabalho.

“Acho que o meu serviço público é parte desse esforço de expressar a minha fé cristã”, disse ele. “Como presidente dos Estados Unidos, também sou alguém que acredita profundamente… parte do alicerce que sustenta este país é o fato de ele aceitar pessoas de muitas fés e também os sem fé.”

Fonte: Reuters / Gospel+

Read Full Post »

Older Posts »