Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 14 de setembro de 2009

Chuta que é Macumba!

Por Márcio de Souza

Na madrugada, sem nada pra ver na TV, zapeando encontrei essa pérola. Dois pastores dentro de um cemitério consagrando um pote de óleo para passar nos 7 pontos vitais das pessoas. Eles ergueram o pote e mandaram bala, direto do cemitério.

Gente, se isso não é macumba eu não sei mais o que é. Não dá mais pra agüentar as práticas desses caras. Pior é que o povo vai atrás e recebe a unção dos 7 pontos. Isso não difere em nada do passe que é dado no espiritismo.

É uma vergonha defender esse tipo de ritual, que fere profundamente as bases da fé cristã. Esse negócio é trabalho feito e com métodos obscuros e até ocultistas. O sincretismo agora deixou de ser esporádico e passou a ser corriqueiro, toda hora tem uma campanha dessa.

Isso é bênção? Se não é bíblico, não pode ser benção. Isso é certo? Não, não é certo, mas dá certo. Existe uma diferença abismal entre o que é certo, e o que certo. E pra confundir mais ainda sua cabeça, te digo, nem tudo que certo, é certo. Denuncie essa prática que nem alguns terreiros permitem que seus adeptos façam.

E no mais… tudo na mais santa paz!

***
Postado por Márcio de Souza, no Púlpito Cristão

Anúncios

Read Full Post »

Read Full Post »

A revolta dos injustiçados

Por Márcio de Souza

Você se sente de alguma forma lesado? Injustiçado? A vida tem sido ruim? Então o seu lugar é no “Clamor dos injustiçados”.

Eu nunca vi uma campanha tão idiota quanto essa. Agora eles se superaram. O apelo é o seguinte, se você está vivendo solidão, está desempregado, ta doente, ta deprimido, ta financeiramente falido, venha protestar.

Protestar contra quem? Contra Deus ora! Esse clamor é uma afronta ao Eterno. Enquanto deveríamos estar agradecendo a Deus por estarmos simplesmente vivos, gastamos nosso tempo reivindicando coisas que Deus não ficou de dar.

Participar do clamor dos injustiçados é dizer a Deus que o que Ele tem nos dado não basta, que sua provisão é insuficiente, que Ele é burro e despreparado para cuidar de nós.

Tudo isso é humanismo. E sabe o que é humanismo para Jesus? Basta ver o que Ele diz a Pedro quando este tenta persuadir Jesus a não ir para cruz. Jesus diz a ele: “Arreda Satanás”. Sabe o que isso quer dizer? Quer dizer que humanismo para Jesus é a mesma coisa que satanismo. Humanismo na perspectiva do Reino é obra de satanás.

Tenho vivido meus últimos 10 anos na presença desse Deus e jamais me faltou nada. Deus jamais me abandonou, sempre me deu a mais do que eu precisava.

Todo dia agradeço a Deus por ter me feito perfeito, e se eu por acaso tivesse alguma deficiência, em Deus eu teria dignidade e viveria de cabeça erguida. Deus tem caráter! Não é como essa corja de inescrupulosos que estorquem o povo e prometem o que o evangelho não disse.

Injustiça? Se houve alguma injustiça, foi de nossa parte e não da parte de Deus. Nós é que optamos pelo estilo de vida de satanás e não Deus. Nós é que traimos sua confiança. Nós é que injustiçamos Jesus e o colocamos naquela cruz. Falta de vergonha na cara, esse é o único termo que me vem a cabeça para designar a atitude desses vermes.

Paro por aqui, não tenho autoridade para julgar, só para denunciar, mas Deus os julgará. Injustiça é de homem para homem, jamais de Deus para o homem.

***
Postado por Márcio de Souza, no Púlpito Cristão

Read Full Post »


Trivia: Qual seria o lema?

a) “Saúdem todos os irmãos com óculos santos.”

b) “Não lancem seus olhos fora ainda.”

c) “Se os olhos são a lâmpada do corpo, os óculos são os abajures.”

Extras:

“Evangélicos não-gospel favor não insistir.”

Ajudando você a enxergar melhor o cisco no olho do seu irmão.”

***
Por Avelar Jr., editor do Não, Obrigado!


Read Full Post »

Quer ver milagre? Vai para o campo!

Por Márcio de Souza

Você já reparou que a cada dia que passa os templos estão mais cheios? Já prestou atenção na qualidade dos grupos musicais que tocam os louvores que escutamos? Na propaganda diária de “negócios” em rede nacional? Na astúcia de alguns pastores que gostam de pescar no aquário?

Pois é. Nada disso faz diferença para a vida de um perdido. Nenhuma dessas coisas fazem as pessoas mudar seu estilo de vida.

Estou cada dia mais convencido que meu ministério não é “pra dentro” da igreja, onde estão os crentes hipersensíveis, os “donos da igreja” e etc…

Cansei desse lance de entreter bodes, de alimentar obesos da fé, de paparicar músicos egocêntricos que se acham alguma coisa no Reino, só porque Deus o dotou de um talento. Gente que usurpa o poder e o bom nome de Jesus em prol de seus grandes vencimentos mensais, que constroem projetos megalomaníacos que fazem pasmar qualquer desavisado.

Nosso ministério é “pra fora”, como o de Jesus! É entrar nas comunidades carentes e proporcionar melhor qualidade de vida para os moradores dalí, entrar no meio de um ambiente acadêmico e destronar as colunas ideológicas que prendem os estudantes num ciclo escravagista, e trazer luz para os intelectuais que ainda não entenderam o sentido da vida.

Quem está fazendo esse trabalho? As missões? As denominações? Talvez, mas a maior força de trabalho para alcançar esses locais se chama Igreja, e responde pelo nome de Noiva imaculada, seguidora do Cristo vivo que é seu cabeça!

Reclamamos que Deus não faz mais milagres em nossos templos. Eu digo que não tem porque Ele realizar milagres na igreja onde todos já são crentes e vivem ensimesmados. Quer ver o milagre acontecer? Vai pro campo missionário! Do lado da sua casa, na comunidade mais próxima, na academia, na faculdade. Faça a diferença!

O campo é aquele lugar onde “o filho chora e a mãe não vê”, é o local onde o discipulado é apenas entre você e Deus e não tem pra onde correr. É nessa situação que o milagre acontece, quando decidimos viver na dependência de Deus! Vá pro campo, saia da igreja e construa um mundo melhor! Vá lá onde os milagres acontecem diariamente, basta ter alguém disposto a cumprir a missão.

***
Postado por Márcio de Souza, no Púlpito Cristão.

Read Full Post »

Um dia na Expomamom!

Por Vera, a “estrangeira”

E
u pensei que não iria, mas acabei indo na Expocristã em São Paulo. Mas fui com uma intenção: a de fazer uma espécie de protesto silencioso contra os líderes e igrejas que estão comercializando com o Evangelho, e para isso usei o assunto que está em evidência: a profetada do Pr. Morris Cerullo em benefício do Pr. Silas Malafaia. Fui na Rua Bresser e mandei fazer uma camiseta para tão importante ocasião:

Por volta das 10:30h adentrei o saguão do Expo Center Norte, local do evento. Milagrosamente não havia filas! Lembro-me das outras vezes em que fui à Expocristã, a última há 2 anos atrás: sempre tive que enfrentar filas quilométricas, horas do lado de fora em pé e outras horas caminhando, um passeio de índio. Depois vi que até a tarde não havia filas, sinal de que caiu bastante o número de visitantes, talvez cansados com o claro comércio das coisas de Deus.

Uma vez lá dentro, comecei a andar vagarosamente, já que meu intuito era de que o máximo possível de pessoas tivesse curiosidade em decifrar os escritos em minha camiseta. A primeira pessoa a fazer isso fez-me uma cara de ódio-com-desprezo: era um rapaz que estava entregando a revista Consumidor Cristão, uma espécie de catálogo de compras gospel, cuja publicação está a cargo da EBV Eventos, a mesma empresa que organiza a Expocristã. Embora eu tenha recebido outros olhares assim no decorrer do dia, a grande maioria foram de olhares de aprovação, sendo que algumas pessoas se aproximaram e puxaram assunto, curiosas com o “protesto”. A grande maioria, diga-se de passagem, estarrecida com o que os pastores da prosperidade estão fazendo com a Igreja de Cristo.

Um dos primeiros grandes estandes que encontrei foi o da “Unção Dobrada”, ou como diria o blogueiro Profeteiro, “Unchão Dobrada”: Pr. Marcos Feliciano e Missionário Ezequiel Pires. O Feliciano ia dar autógrafos mais tarde. Astros e estrelas dão autógrafos, pelo menos em Hollywood é assim. Tento imaginar Jesus fazendo isso, um Gezuz Super Star.

Quando achava que não tinha mais jeito mesmo, eis que vejo ela: A Arca da Aliança! E pensar que a davam como perdida, mas ela estava ali, inteirinha, toda dourada, com anjinho em cima e tudo! Claro que não podia perder um momento como aquele, vai que a arca se perde de novo, onde os judaizantes vão encontrar a Glória de Deus? Então tirei mais uma foto, só que tomando o cuidado de não encostar nela (não por temor de sofrer maldições, mas porque seu preço é muito alto, vai que sem querer derrubo a arca?).

Bizarrices à parte, na feira havia uma grande oferta de cantores e grupos de louvor, emissoras de rádio, acampamentos de aluguel, financiamentos de imóveis de empresas “gospel” para lá de suspeitos e viagens para Israel. Ofereceram-me até consórcio para conhecer Jerusalém em 8 dias, mas fiquei emocionada mesmo foi com a possibilidade de ver a terra onde Jesus pisou e Judas perdeu as botas (já tinha botas naquela época?) ao lado do pastor bambambam Benny Hinn (só de pensar quase que caí para trás – não pela unção, mas pelo preço da viagem). Mas tem opções com outros ungidos também, inclusive com o profeta Pai Dinah Morris Cerullo e com o Paipóstolo:

[clique para ampliar]

Uma coisa eu tenho que tristemente admitir: a grande estrela da Expomamon foi o casal 20 gospel Hernandes (que também teria sua tarde de autógrafos junto aos fã-náticos enlouquecidos que comprarem seus livros). Recém chegados de um período de “férias” nos Estados Unidos, não perderam tempo para mostrar que ainda são o topo do top das denominações neopentecostais.

Em poucos dias conseguiram a oficialização do Dia da Marcha para Jesus (cuja patente pertence ao apóstolo), uma homenagem por parte da Assembléia Legislativa de São Paulo para uma tal de CIAEB, confederação da qual ninguém nunca ouviu falar e que é coincidentemente presidida pelo Estevão Hernandes, e a onipresença na Expocristã, através de alguns estandes espalhados pela feira. Tem estande da CIAEV, da Rede Gospel, da Renascer, do Renascer Praise, do óleo ungido Flor de Liz (do Bispo Gê), enfim, o dízimo do Kaká está servindo para gastar bastante na tentativa de mudança de imagem. Pior para nós e para empresas sérias como as editoras Hagnos, Fonte Editorial e Vida Nova, entre outras, que por conta dos preços inflacionados dos estandes tiveram que acomodar seus livros cada uma em uma mesinha de cerca de 1 x 1m, com uma bandeirola com o nome da editora em cima. Lastimável, pois os livros deram lugar aos astros gospel.

Outra ausência gritante na feira foi a do Silas Malafaia e sua Editora Central Gospel. Em seu programa televisivo, o telepastor alegou estar na Bienal do Rio, evento simultâneo à Expocristã. Porém a verdade é que, num evento de cristãos, a possibilidade de ser criticado por aceitar profetadas em troca de dinheiro seria muito maior do que na Bienal, um evento aberto a todo o tipo de público. O medo de ser criticado é mais uma prova de que o sr. Malafaia sabe que agiu errado, mas não pode admitir isso.

Enfim, tenho material aqui para escanear e fazer mais uns 10 artigos, pois em cada estande os vendedores nos enchem de quinquilharias. Porém acho que o assunto se encerra por aqui, pois tudo o mais é só mais do mesmo, só que com outros protagonistas. A Palavra de Deus, salvo poucas exceções, continua a ser deturpada de acordo com os interesses financeiros dos líderes e das denominações, e o povo aprova isso por estar acostumado com relações de troca, de compra e venda, e por isso crêem que Deus também age assim. Contanto que a bênção chegue, não importa se ocorre por conta de R$7,00, R$900,00 ou um despacho na esquina. Se a bênção vem isso é um bom fruto, então o método é bom. Terrível engano.

Felizmente, ao que parece, cada vez menos cristãos deixam seus lares e afazeres em busca de satisfazer sua sede de consumismo gospel, e isso ficou claro pelo menor número de visitantes e mesmo de estandes na feira. Felizmente, ainda há alguns que se indignam quando lêem numa camiseta: “unção financeira por R$ 900,00?”. Felizmente a porta é estreita, mas está aberta, e por isso alguns irão passar por ela.

Que um dia a Expomamon se torne uma exposição do amor cristão apenas.

***

Postado por Vera, editora do blog Uma estrangeira no Mundo, e mais nova colaboradora do Púlpito Cristão. Ela prometeu e cumpriu: Fez a camiseta da unchão de 900 reais e foi pra Expo-mamom. Pena que o malafaia não apareceu lá, para ser entrevistado pela nossa querida blogueira. Recebam com carinho a mais nova blogueira do blog para quem não é manipulado!

Read Full Post »